MISCELÂNEA

Comecei a pintar no estilo que chamei Miscelânea na pandemia, no ano de 2020.  A intenção inicial era de experimentar a pintura acrílica e suas possibilidades. As formas simples e a estética de bagunça organizada transparece o momento em que tudo era caos, e eu decido mudar as coisas de cenário. Fui morar sozinha, comecei a ter mais clientes de murais e iniciei efetivamente minha transição de carreira. As composições confusas, tinham certa ordem quando formas variáveis preenchiam os espaços. Ter explorado essa linguagem me fez iniciar o caminho até um estética própria, a ponto de amigos verem meu trabalho exposto e virem me mostrar mesmo sem saber que eram um trabalho meu. 

MOBILIÁRIO

A fase que chamo de Mobiliário representa uma transição onde, apesar de continuar com muitos elementos abstratos, passo a acrescentar elementos figurativos, a maioria deles de objetos que fazem parte do cotidiano das casas onde morei e de onde gostaria de ter morado.